Comparação dos cenários

estrutura de poder

A democracia em transformação

Cenário da redistribuição do poder.

A democracia em tensão

Cenário da concentração do poder.

A democracia em mobilização

Cenário da desconcentração do poder e da interpelação ao poder tradicional.

A democracia em agonia

Cenário do predomínio do poder do crime organizado e da violência.

Instituições democráticas e cultura política

A democracia em transformação

Busca-se revalorizar a política e melhorar a capacidade de governar com maior eficiência e transparência a partir de reformas estruturais que buscam o aprofundamento do exercício de direitos cidadãos, dos mecanismos institucionais de participação social e do fortalecimento do sistema democrático por meio de maior inclusão e pluralismo.

A democracia em tensão

Fenômenos díspares como uma nova reconfiguração de lideranças em uns casos, e a cultura caudilhista tradicional em outros expandem a concentração de poder, corroem os controles e contrapesos institucionais, geram disputas permanentes pelo poder e condicionam o exercício democrático.

A democracia em mobilização

A frustração com o modelo democrático tradicional gera um fenômeno de interpelação permanente a partir do trabalho estratégico em redes, a pressão popular e a apropriação de novas tecnologias pelos cidadãos e pelos movimentos sociais.

A democracia em agonia

Debilitam-se as instituições e se consolidam esquemas de governabilidade que enfraquecem o ideal democrático em muitos territórios da região devido à maior sofisticação do crime organizado que penetra no Estado, ao recrudescimento da violência, ao avanço da corrupção, ao predomínio da impunidade e ao apego a soluções autoritárias.

Participação cidadã

A democracia em transformação

Maiores incentivos, melhores mecanismos de participação e maior ênfase na educação social para a reconstrução de uma ética civil levam à configuração crescente de um eleitorado mais exigente e com maiores níveis de participação nos esquemas tradicionais de representação e a uma colaboração generalizada entre sociedade e Estado.

A democracia em tensão

Prevalência do voto cativo, diminuição da participação eleitoral, ausência de informação fidedigna e aumento da desconfiança para o que é público.

A democracia em mobilização

Fatores como os novos esquemas de cooperação horizontal, o ativismo em redes paralelas e a expansão da mobilização social geram maior pressão no Estado, questionam o voto como mecanismo efetivo de influência e engendram um empoderamento social mais estendido e uma apropriação coletiva de interesses comuns mais além do tradicional esquema representativo.

A democracia em agonia

Instalam-se na sociedade o silêncio, o temor, a autocensura e a dupla moral, e se experimenta uma degradação notável dos valores cívicos em territórios e províncias da região.

Desenvolvimento econômico e inclusão social

A democracia em transformação

Predomínio de modelos alternativos de desenvolvimento sustentável e de políticas redistributivas mais efetivas para superar os desafios estruturais de pobreza e desigualdade com maior produtividade e melhores salários.

A democracia em tensão

Supremacia generalizada de soluções de curto prazo e prevalência da eficiência econômica sobre a justiça social e o equilíbrio do meio ambiente, o que impede uma redistribuição mais equitativa de poder e renda.

A democracia em mobilização

Surgimento de inovadores modelos inclusivos de desenvolvimento econômico local menos dependentes do Estado e com novas formas de comercialização baseadas em modelos de economia sustentável e justa e no trabalho em rede.

A democracia em agonia

Acentuação da pobreza, da desigualdade e do desequilíbrio ambiental dada a ausência de garantias para o crescimento inclusivo e a inoperância dos mecanismos redistributivos do Estado.

Integração regional

A democracia em transformação

Agrupamento consolidado de vários países em blocos comerciais e políticos que inserem com maior força a região no mapa global.

A democracia em tensão

Tendência às soluções de curto prazo que leva à desaceleração da integração regional e à consequente perda de competitividade com outras regiões do mundo.

A democracia em mobilização

Desenvolvimento de novas formas de intercâmbio e integração territorial regional e de novas agendas para organismos multilaterais a partir da influência das redes.

A democracia em agonia

O dinamismo dos mecanismos informais e ilegais da integração regional supera enormemente os lentos avanços na assinatura de acordos regionais e soluções compartilhadas.

CONHEÇA OS OUTROS CENÁRIOS

Democracia em

TRANS–
FORMAÇÃO

Democracia em

TENSÃO

Democracia em

MOBILI–
ZAÇÃO

Democracia em

AGONIA

Acompanhe o movimento pelas redes sociais

Assine a newsletter e mantenha-se informado

[gravityform id=8 title=false description=false ajax=true tabindex=49]